Comum

O Comum entre Nós

O livro não é novo, foi lançado em 2018, mas merece ser destacado pois trata de tema cada vez mais atual: O Comum entre Nós – Da cultura digital à democracia do século XXI, do jornalista e produtor cultural Rodrigo Savazoni. A obra faz parte da excelente coleção Democracia Digital, publicada pelas Edições Sesc São Paulo com curadoria do professor Sergio Amadeu.

O comum e o conhecimento

A disseminação da ética hacker junto ao advento das novas tecnologias da informação e da comunicação permitiu a produção livre e colaborativa de conhecimento em níveis jamais vistos anteriormente. Entretanto, o poder econômico logo tratou de aperfeiçoar os mecanismos de propriedade intelectual de forma a se apropriar e extrair lucro dessa nova produção em rede. A perspectiva de Michel Foucault (2014) inovou as abordagens sobre o poder. Para o filósofo francês, onde há poder, há também resistência; e a melhor forma de compreendê-lo é partindo justamente da análise dessas formas de resistência. Então, junto a esses novos cercamentos, houve uma crescente demanda pela abertura dos processos de produção e circulação de conhecimento, manifesta em movimentos heterogêneos e descentralizados, de forma orgânica e em rede.

Chamada Comunes

Está aberta até 15 de junho a chamada para propostas de eventos para o Comunes - Encuentro Internacional de Economías Colaborativas y Cultura Libre, que será realizado em Buenos Aires de 15 a 17 de agosto. 

O objetivo do encontro é dar visibilidade para experiências de economia colaborativa e cultura livre e refletir sobre seus desafios.

Sua programação é feita de forma colaborativa. É possível propor eventos no formato de fala relâmpago, fala temática, oficina e reunião aberta.

Comunes. Economías de la colaboración

Comunes. Economías de la colaboración é um livro coletivo produzido a partir dos debates gerados nos Encuentros Comunes, que ocorreram em maio de 2016 e junho de 2017 em Buenos Aires.

Ciência Aberta, Ciência Cidadã, Ciência Comum

No dia 12 de abril participarei do seminário de pós-doutorado Ciência Aberta, Ciência Cidadã, Ciência Comum com a apresentação final de minha pesquisa “Hackerspaces e inovação de base: um estudo da experiência brasileira” junto ao Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação, vinculado ao IBICT e UFRJ.

Miguel Said Vieira: Plataformas como Facebook e Google dão-nos a ilusão de uma praça, quando na verdade estão muito mais para um shopping

O que é o comum, em que ele se diferencia da noção de público? De que forma o comum pode ser e vem sendo mercantilizado por diversos tipos de empresas? E como podemos resistir à apropriação privada do bem comum? 
Miguel Said Vieira, professor da Universidade do ABC e pesquisador do comum, responde a estas e outras perguntas em entrevista ao Em Rede.

Subscrever RSS - Comum